Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
top of page
  • labctsita

"Engenharias engajadas: a engenharia humanitária e a pluralidade dos Engenheiros sem Fronteiras"



AUTORAS/ES: Celso Alexandre Souza de Alvear, Cristiano Cordeiro Cruz, Sandra Rufino, Elena Yoshie José Veríssimo, Aristides Paschoal, Mariana Paiva Silva de Abreu, Pedro Paulo Teixeira de Oliveira, Julia Soares Pereira Santos


Engenheiros Sem Fronteiras (ESF) é uma organização presente em vários outros países. Ela representa, em sua origem, uma das principais manifestações de um tipo específico de engenharia engajada (EE), a Engenharia Humanitária (EH), que está particularmente focada em remediar os efeitos de desastres ambientais ou guerras sobre as pessoas afetadas. Neste trabalho, parte-se de um estudo que conjugou revisão bibliográfica, entrevistas e análise bibliométrica de artigos, para: 1) apresentar e contextualizar historicamente o caso do ESF Brasil; e 2) analisar criticamente a organização, a partir de cinco pontos: metodologia de atuação; visão de impacto social; visão de tecnologia e engenharia; visão de mundo; e papel do voluntariado para a organização. Como principal resultado, aponta-se que, mesmo não explicitando a perspectiva da EH e desenvolvendo também outros tipos de EE, o ESF Brasil segue fortemente influenciado por princípios e ideais da EH.


7 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page