Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
top of page
  • labctsita

Programa Engajado do LabCTS - Atividades realizadas em 2022 (Apoio: Reitoria/ITA)

Atividades extensionistas do Laboratório de Cidadania e Tecnologias Sociais (LabCTS) do ITA gera benefícios para a população do Vale do Paraíba

O Laboratório de Cidadania e Tecnologias Sociais (LabCTS) já envolveu mais de 600 alunas/os do ITA em suas atividades extensionistas, desde sua criação, em 2009. Nelas, foram beneficiadas diretamente mais de 2.000 pessoas. Ao longo desse tempo, foram estabelecidas parcerias com mais de dez organizações do terceiro setor e universidades, com as quais se desenvolveram projetos socioambientais que atacaram dez dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ONU). Apenas no ano de 2022, o LabCTS atuou junto a quatro diferentes entidades: a Escola Estadual de Ensino Médio Integral Nelson Monteiro, a cooperativa de material reciclável Coopertech, a ONG Teto e a startup social SAS Brasil.


A prática extensionista do LabCTS é majoritariamente desenvolvida a partir de duas disciplinas eletivas (HUM-61 e HUM-62) e da disciplina obrigatória HUM-70 (“Tecnologia e Sociedade”). Em HUM-70, tal prática é o constituinte central do Projeto de Formação em Engenharia e Cidadania (pFEC), que responde por 1/3 da carga horária total da disciplina. Desde o 1o semestre de 2022, o Gabinete da Reitoria financia o pFEC e os projetos das duas eletivas por meio do Projeto Kits (KitsE+Sustentável).


Além dessas três disciplinas, ao longo de sua existência, o LabCTS também empreendeu projetos de iniciação científica em comunidades vulnerabilizadas; fomentou vivências de alunas/os em projetos socioambientais internacionais (IDDS 2012, 2015 e 2016); e assessorou o time Enactus/ITA (vice-campeão da competição nacional da Enactus em 2017). Nesses casos, recorreu-se a fontes diversificadas de financiamento.


A metodologia de intervenção do LabCTS é resultado de anos de pesquisa e experimentação. As/os alunas/os são treinadas/os com metodologias ativas para desenvolver diferentes competências que as/os capacitem ao design thinking social e a práticas técnicas engajadas. Isso as/os torna aptas/os a co-construir, com as entidades ou comunidades parceiras e via um intenso diálogo de saberes, soluções que as empoderem. Nesse processo, as/os alunas/os são acompanhadas/os por mentoras/es docentes do LabCTS e, em diversos casos, contam também com a colaboração de profissionais das engenharias e de outras áreas do conhecimento. Essa metodologia do LabCTS está sistematizada em um manual para HUM-70 e uma apostila para HUM-62.


Dentre os projetos desenvolvidos em 2022, destacam-se: aplicação de programação Python para gerar gráficos automatizados, cruzando planilhas socioeconômicas complexas; fundição de alumínio para agregar valor a materiais recicláveis; confecção de cartilha para orientação profissional (vestibulares, intercâmbios etc.); programa de fidelidade ambiental; subsídio ao uso de impressora 3D; controle digital de acesso dos alunos à escola. Para saber mais, veja o último relatório de atividades do LabCTS.


72 visualizações0 comentário
bottom of page